O + é deserto

6 05 2010

Apresentação do deserto

Nosso turismo é zero, temos a possibilidade de descobrir algo no deserto do aqui e agora- cruzamento entre o imaginário e a ausência do lugar evocado: o lugar não é aquele, é outro. O trabalho pode não ocorrer, isso também está implícito. O isolar seria o falsear do processo de instauração e enrijecer suas possibilidades – concebê-las como resultados, como uma coleção de reações seria um erro, seria vê-lo como um objeto e não como uma vivência. Não há uma busca de resultados, é essa ausência que pode revelar e indicar por contraste outros desertos mais próximos. o mito produz desertos.

Em: O + é deserto – Hélio Fervenza, Documento Areal 3. Ed. Escrituras. SP 2003

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: